Content

Artigos
Home Artigos Análise de prejuízo fiscal deve ocorrer em 5 anos a partir da apuração, decide Carf

12/05/2022

Análise de prejuízo fiscal deve ocorrer em 5 anos a partir da apuração, decide Carf

A 3ª Turma da Câmara Superior do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) estipulou que o prazo de cinco anos para a Receita Federal analisar — e questionar — valores de prejuízo fiscal usados para abatimento do IRPJ começa a contar a partir da apuração desse prejuízo, e não da sua compensação em exercícios posteriores. O prejuízo fiscal ocorre quando a empresa possui despesas dedutíveis em valor superior à receita tributável. Nesses casos, o contribuinte pode usar o valor apurado para abater o imposto de renda dos exercícios seguintes, em até 30% ao ano. A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) alegava que o prazo de cinco anos para análise da regularidade desses valores deveria ter início no período em que o saldo for aproveitado por meio de compensação. Por outro lado, uma mineradora pedia que a contagem começasse já na apuração do prejuízo. A conselheira relatora Vanessa Marini Cecconello lembrou que o prazo de cinco anos é computado a partir da ocorrência do fato gerador. A regra seria aplicável ao recálculo do IRPJ pelo abatimento dos valores, pois isso se equipara a lançar valores nos períodos em questão. Ou seja, o abatimento das despesas dos prejuízos fiscais se sujeita ao prazo de decadencial de cinco anos. “Pensar de forma diversa seria eternizar a possibilidade do Fisco rever a apuração de tributos dos contribuintes”, diz trecho do voto. A decadência serve para dar segurança jurídica entre o Fisco e o contribuinte. 13609.721302/2011-89
Fonte: Conjur
15/06/2022
Benefício para clínicas médicas ainda gera dúvidas
15/06/2022
Mudança em julgamentos no STF favorece contribuintes em disputas de R$ 75,8 bi
15/06/2022
Governo sofre efeito colateral por proibir créditos de PIS e Cofins sobre diesel
15/06/2022
STJ autoriza sequestro de bens em processo de sonegação fiscal
15/06/2022
Câmara dos Deputados aprova limitação do ICMS sobre combustíveis
10/06/2022
STJ mantém IR sobre venda de ações por herdeiros
10/06/2022
Tribunal analisa Selic para cobrança fiscal
10/06/2022
STF começa julgamento de liminar de créditos de PIS e Cofins sobre diesel
10/06/2022
São Paulo aplicará Selic em todos os débitos de ICMS
06/06/2022
Transformar clínica médica em day hospital garante redução da carga tributária
06/06/2022
Frete entre estabelecimentos da mesma empresa não gera créditos de PIS/COFINS
06/06/2022
Parcelamentos até R$ 15 milhões podem ser feitos sem garantias
06/06/2022
STF decide que Imposto de Renda não deve incidir sobre pensão alimentícia; veja o que muda
06/06/2022
Guedes estuda unificar tributos federais em uma única guia
06/06/2022
STF pressiona Congresso sobre herança no exterior
03/06/2022
Câmara aprova MP que ajusta regras de cobrança de PIS e Cofins sobre etanol
03/06/2022
Senado quer focar em reforma tributária enxuta para conseguir aprovar Refis
03/06/2022
Senado aprovada devolução de créditos tributário aos consumidores por meio de redução na conta de luz
03/06/2022
Relp: novo prazo de adesão do programa termina hoje (3)
03/06/2022
STF: maioria vota para Congresso editar lei do ITCMD sobre herança no exterior em um ano
VER TUDO
Por Eng
Seu Pedido
0

Você não tem itens
no seu pedido

Continuar Comprando