Content

Artigos
Home Artigos Guedes estuda unificar tributos federais em uma única guia

06/06/2022

Guedes estuda unificar tributos federais em uma única guia

Durante uma reunião com representantes da indústria, o ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que reunirá o pagamento de impostos e contribuições em uma só guia, com uma única data de vencimento. Atualmente, as empresas têm de recolher tributos federais com diferentes datas de apuração e pagamento. Unificação de tributos A proposta é de que, em uma única guia, os empresários consigam pagar os seguintes tributos: Programa de Integração Social (PIS) ; Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) ; Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI); Imposto de Renda sobre a Pessoa Jurídica (IRPJ) ; Contribuição Social sobre o Lucro Líquido e as contribuições ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ; e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) . De acordo com o presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq), Synésio Batista, a unificação das guias é uma forma de reduzir o custo com burocracias e custos tributários. “Isso representa uma economia para o governo com a gestão das diversas guias e não afeta o orçamento. E também para as empresas, que têm impacto imediato na inflação”, afirmou. Data de pagamento tributos federais Entre as sugestões dos representantes da indústria está o pagamento dos tributos federais no último dia útil de cada mês. No entanto, os técnicos do governo argumentaram que isso não seria possível porque é necessário transferir parte da arrecadação para Estados e municípios dentro do mesmo mês. Assim, os técnicos estudam qual o último dia possível para o vencimento que permita a repartição dentro do mesmo mês, como determina a legislação. A equipe econômica espera tirar o projeto do papel no segundo semestre. Investimentos Na reunião, os empresários apresentaram a Guedes a projeção de que os 12 segmentos representados pela Coalizão Indústria – como Aço, Têxteis, Cimento, Veículos e Plásticos – deverão investir conjuntamente R$ 340 bilhões entre 2023 e 2026. Os industriais também reclamaram do aprofundamento do processo de abertura comercial após o governo reduzir em mais 10% a alíquota do Imposto de Importação cobrada de produtos que não sejam fabricados por integrantes baseados no Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai). De acordo com os industriais, o ministro justificou dizendo que era necessário “atacar a inflação”. “Ele disse que não haverá novos movimentos de abertura comercial que não sejam acompanhados de redução do Custo Brasil”, afirmou o coordenador da Coalizão Indústria e presidente executivo do Instituto Aço Brasil, Marco Polo Lopes. DANIELLE NADER Jornalista
Fonte: Contábeis
18/08/2022
Empresa pode deduzir do IR pagamentos a administradores e conselheiros
18/08/2022
STF julga tributação de sociedade de economia mista
18/08/2022
TJRJ responsabiliza marketplaces por ICMS não recolhido por lojistas
18/08/2022
Petrobras consegue derrubar no Carf autuação de R$ 6,2 bilhões
18/08/2022
STJ permite creditamento do ICMS em substituição tributária para frente
18/08/2022
Federação das Indústrias apoia taxação de dividendos na distribuição de lucro dos sócios
17/08/2022
Receita publica portaria que regulamenta transação de créditos tributários
17/08/2022
Receita Federal prevê para este mês novo edital de parcelamento de dívidas
17/08/2022
Tribunal afasta ISS sobre honorários de sucumbência
17/08/2022
Contribuintes vencem no Carf disputa sobre tributação de lucros no exterior
17/08/2022
STJ se divide sobre compensação do IR por estimativa
17/08/2022
Justiça garante benefício fiscal a milhares de bares e restaurantes
17/08/2022
Empresa excluída consegue voltar ao parcelamento do Perse
17/08/2022
Entenda as regras para o uso de prejuízo fiscal em negociações com a Fazenda
17/08/2022
STF suspende nova redução do IPI
17/08/2022
SP: cerca de 12 mil empresas contábeis devem ser fiscalizadas
17/08/2022
STJ afasta multa de 100% por sonegação fiscal em importação
17/08/2022
ICMS: SP vai usar nota de contribuinte para liberar crédito acumulado
17/08/2022
Produtos comercializados pela ZFM geram créditos de PIS e COFINS
17/08/2022
Apoio a projetos de reciclagem poderá ser deduzido do Imposto de Renda
VER TUDO
Por Eng
Seu Pedido
0

Você não tem itens
no seu pedido

Continuar Comprando