Content

Artigos
Home Artigos Governo sofre efeito colateral por proibir créditos de PIS e Cofins sobre diesel

15/06/2022

Governo sofre efeito colateral por proibir créditos de PIS e Cofins sobre diesel

Por Joice Bacelo A Medida Provisória que retirou o direito a crédito de PIS e Cofins dos consumidores de óleo diesel – MP nº 1.118, do mês de maio – pode ter um efeito colateral para o governo. Empresas que prestam serviços para a União e que, por causa dessa norma, terão um aumento indireto de tributos estão estudando pedir o reequilíbrio econômico dos contratos. Significa, na prática, que o governo federal poderá ter que desembolsar um valor maior pelo mesmo serviço. Advogados dizem que companhias que atuam, principalmente, no setor portuário – e consomem óleo diesel em grande escala – estão se movimentado. Contratos Os contratos de concessão geralmente têm cláusula prevendo que em caso de aumento de tributo o custo será repassado ao contratante. Mas mesmo se não tiver cláusula e a questão for judicializada, dizem os especialistas, é possível que a empresa consiga alterar os valores. Há jurisprudência, inclusive do Supremo Tribunal Federal (STF), pela aplicação da “teoria do fato do príncipe” em situações de aumento de tributo. Essa teoria se caracteriza quando há uma decisão de autoridade e essa decisão repercute na relação, provocando prejuízos. Aumento de tributo A Lei Complementar nº 192, do mês de março, zerou as alíquotas de PIS e Cofins sobre combustíveis e garantiu o direito a crédito para toda a cadeia: produtores, revendores e compradores. Os problemas vieram com a MP do governo, publicada em 17 de maio, que alterou a lei, impedindo o comprador de usar os créditos. “Se a redução do imposto não for repassada ao consumidor e o consumidor não puder tomar crédito, na prática, ele tem um aumento de custo. E, entre os nosso clientes, é isso o que estamos vendo. O desconto do PIS e da Cofins não está chegando neles”, diz o advogado Luca Salvoni, do escritório Cascione. O impedimento aos créditos é objeto de ação no STF. O ministro Dias Toffoli concedeu uma liminar que garante o direito a crédito aos consumidores de PIS e Cofins pelo período de 90 dias da publicação da MP. Ele entendeu que há aumento indireto de tributo e, nesses casos, é necessário cumprir o princípio da anterioridade. Agora, a liminar está em análise por todos os ministros da Corte no plenário virtual. A previsão é de que o julgamento se encerre na segunda-feira (ADI 7181).
18/08/2022
Empresa pode deduzir do IR pagamentos a administradores e conselheiros
18/08/2022
STF julga tributação de sociedade de economia mista
18/08/2022
TJRJ responsabiliza marketplaces por ICMS não recolhido por lojistas
18/08/2022
Petrobras consegue derrubar no Carf autuação de R$ 6,2 bilhões
18/08/2022
STJ permite creditamento do ICMS em substituição tributária para frente
18/08/2022
Federação das Indústrias apoia taxação de dividendos na distribuição de lucro dos sócios
17/08/2022
Receita publica portaria que regulamenta transação de créditos tributários
17/08/2022
Receita Federal prevê para este mês novo edital de parcelamento de dívidas
17/08/2022
Tribunal afasta ISS sobre honorários de sucumbência
17/08/2022
Contribuintes vencem no Carf disputa sobre tributação de lucros no exterior
17/08/2022
STJ se divide sobre compensação do IR por estimativa
17/08/2022
Justiça garante benefício fiscal a milhares de bares e restaurantes
17/08/2022
Empresa excluída consegue voltar ao parcelamento do Perse
17/08/2022
Entenda as regras para o uso de prejuízo fiscal em negociações com a Fazenda
17/08/2022
STF suspende nova redução do IPI
17/08/2022
SP: cerca de 12 mil empresas contábeis devem ser fiscalizadas
17/08/2022
STJ afasta multa de 100% por sonegação fiscal em importação
17/08/2022
ICMS: SP vai usar nota de contribuinte para liberar crédito acumulado
17/08/2022
Produtos comercializados pela ZFM geram créditos de PIS e COFINS
17/08/2022
Apoio a projetos de reciclagem poderá ser deduzido do Imposto de Renda
VER TUDO
Por Eng
Seu Pedido
0

Você não tem itens
no seu pedido

Continuar Comprando